domingo, 21 de março de 2010

NÃO PERDER

...Assim prossigo a caminhada.
Tentando não sofrer.Para amar melhor esse sonho.
Um amor só meu...

Dessa solidão vou fugir.
Jamais,serei novamente, sua querida.
De volta só queria a minha vida.

Lembrança que fora felicidade.
Mesmo sabendo que não existia,
O raro despertar da verdade.

Sensibilidade que era sintonia
Nunca foi comunhão,
Apenas, emoção, paixão e poesia.

...Assim reflito, desse pensar só meu
Desse silêncio só nosso
Ternura minha e conflito só teu.


Perder ou eternizar?
Amar ou esquecer?
Só não quero te perder.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Passageira em busca da sabedoria.
Porque, somente quem está no amor é sábio, mesmo que não seja letrado e nem arquiteto das palavras.
Carinhosamente e sempre presente, mesmo que ausente.