terça-feira, 6 de julho de 2010

ÁGUAS DA EMOÇÃO

Anos afins.Sempre com datas marcadas e aspiradas à dor.
De repente sinto que posso conduzir meu barco sózinha.
Apenas remando com meus sonhos e sem emoções.
Difícil parece, por impossível ser.
Mas, eu quero levantar e seguir minha vida adiante.
Quero voltar à sorrir e ser feliz como jamais desejara antes.
Quero ser linda como fui um dia e esquecer essa dor que sangra.
Essa saudade que me desperta, que me leva e me traz, quando bem quer.
Percebo só hoje que fechei todas as portas para o amor.
Quero mudar esse querer e ter apenas o amor de mim.
Vou se apaixonar por mim.Vou escrever todos os dias.
Talvez eu não queira colocar no ar as minhas palavras.
Bastam que sejam para mim a minha fortaleza.
É assim que vou restaurar e salvar meu coração, estraçalhado.
Vou me libertar dessa prisão que me sufoca e não me deixa caminhar.
Jamais vou esquecer uma frase que me mandaram, com votos de esperança.
"Lembra-te que a água nunca passa duas vezes sob a mesma ponte, mas
continuará sempre a haver água a passar sob essa mesma ponte." (...)

Abraços, beijos e muito carinho pra você...!!!

"...ao amor que fora mais que uma lição; hoje um aprendizado que vou guardar
na memória das lembranças inesquecíveis."
Minha saudade sem fim.