terça-feira, 6 de julho de 2010

ÁGUAS DA EMOÇÃO

Anos afins.Sempre com datas marcadas e aspiradas à dor.
De repente sinto que posso conduzir meu barco sózinha.
Apenas remando com meus sonhos e sem emoções.
Difícil parece, por impossível ser.
Mas, eu quero levantar e seguir minha vida adiante.
Quero voltar à sorrir e ser feliz como jamais desejara antes.
Quero ser linda como fui um dia e esquecer essa dor que sangra.
Essa saudade que me desperta, que me leva e me traz, quando bem quer.
Percebo só hoje que fechei todas as portas para o amor.
Quero mudar esse querer e ter apenas o amor de mim.
Vou se apaixonar por mim.Vou escrever todos os dias.
Talvez eu não queira colocar no ar as minhas palavras.
Bastam que sejam para mim a minha fortaleza.
É assim que vou restaurar e salvar meu coração, estraçalhado.
Vou me libertar dessa prisão que me sufoca e não me deixa caminhar.
Jamais vou esquecer uma frase que me mandaram, com votos de esperança.
"Lembra-te que a água nunca passa duas vezes sob a mesma ponte, mas
continuará sempre a haver água a passar sob essa mesma ponte." (...)

Abraços, beijos e muito carinho pra você...!!!

"...ao amor que fora mais que uma lição; hoje um aprendizado que vou guardar
na memória das lembranças inesquecíveis."
Minha saudade sem fim.

5 comentários:

  1. Obrigado por nos fazer sentir as suas inquietitudes.
    A nossa aprendizagem permite-nos trilhar um caminho próprio.
    Bj
    J

    ResponderExcluir
  2. Ola Passageira,

    Ainda bem que compraste o bilhete de ida e volta.

    Está na hora de regressar e recomeçar, nem que seja tudo de novo!

    Em outro blog descobri:

    "Bebo para afogar as mágoas.
    Mas as danadas aprenderam a nadar!"
    by Frida Kahlo

    Me lembrei logo de ti, Amiga Passageira.

    Também tu tens que "aprender" a nadar para fintar a dor do passado e acolher a Alegria do Futuro.

    Entra nesse barco, pega nesses remos e faz tua a Tua Vida.

    No final Vencerás.

    Um abraço do tamanho do Mundo e um até sempre,

    José Gonçalves
    (Guimarães)

    ResponderExcluir
  3. Lindos seus poemas, obrigada pela passagem em meu blog e também estou te seguindo...

    Deus te proteja.

    ResponderExcluir
  4. Excelente, adorei é esse o espiríto, avançar na estrada da vida com fé e com esperança, tudo é possível se não deixarmos morrer os nossos sonhos.
    É sempre um prazer enorme vir visitar o seu cantinho, é um local muito especial, onde o bom gosto e a qualidade estão sempre presentes, iluminando a alma de quem o visita.
    “Não devemos permitir que alguém saia da nossa presença sem se sentir melhor e mais feliz.”(Madre Teresa de Calcutá)
    Bjs do tamanho do infinito
    Maria

    ResponderExcluir
  5. A Saudade de alguém medece,

    não pelo tamanho que ocupa no nosso coração

    mas pelo imenso vazio que deixa quando não está!

    Ouvi/li, algures por aí,

    na Estrada da Vida!

    Senti o tamanho dessa Saudade!

    Que tu Passageira de uma Viagem anunciada, com destino marcado, não tenhas nunca de passar por tamanha dor em teu peito!

    A Vida é Tua,

    o Comando dessa Viagem só poderá ser mesmo Teu.

    No "finito" encontrarás as respostas e a Paz que anseias.

    Estou certo que Vencerás Passageira!

    Até,

    ResponderExcluir

Passageira em busca da sabedoria.
Porque, somente quem está no amor é sábio, mesmo que não seja letrado e nem arquiteto das palavras.
Carinhosamente e sempre presente, mesmo que ausente.