segunda-feira, 3 de outubro de 2011

IMPRESSÃO

Não era sonho! Era maior que o mar.
Suave como a brisa, à me amar.
Era o sol, como canção à me saudar.

Voz de ternura.Longe, intocável.
Abriu-se em mim a esperança.
Logo desfeita pelo teu adeus.

Muito além, reina sem fragmentos.
Navegando outros mares, “atento”.

Um comentário:

  1. O amor não frequenta escolas nem faculdades, é puro nas escolhas
    e sábio nos atos quando verdadeiro. Abraço.

    ResponderExcluir

Passageira em busca da sabedoria.
Porque, somente quem está no amor é sábio, mesmo que não seja letrado e nem arquiteto das palavras.
Carinhosamente e sempre presente, mesmo que ausente.